A prô pergunta:

Qual a sua maior dificuldade em Português?
Redigir textos
Ortografia
Interpretar textos
Não gostar de ler
Entender a gramática
Letra ilegível
Expressão oral
Não tenho dificuldade
Resultados

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Teste de Ortografia + gabarito



Se você se sair bem, o Noel vai providenciar um lindo presente. Caso contrário... rsrsrs

1.Assinalar a alternativa em que todas as palavras estejam escritas corretamente:
a)chuchu, geito, vasio, pesquizar
b)chuchu, geito, vazio, pesquisar
c)chuchu, jeito, vazio, pesquisar

2.A alternativa em que aparece uma palavra incorretamente grafada é:
a)puseram - quiseste - análise
b)excesso - pretencioso - exceção
c)duquesa - prazeroso - mexerico

3.Marque a alternativa em que todas as palavras estão corretamente grafadas:
a)beneficente - sarjeta - berinjela
b)explendor - explêndido - assessor
c)desinteria - excessão - obsessão

4.Assinale a alternativa que não contenha erros, quanto à ortografia:
a)Mesmo que quizéssemos, não conseguiríamos encaichar na equipe de trabalho o nosso pretensioso colega.
b)Mesmo que quiséssemos, não conseguiríamos encaixar na equipe de trabalho o nosso pretencioso colega.
c)Mesmo que quiséssemos, não conseguiríamos encaixar na equipe de trabalho o nosso pretensioso colega.

5.Observando a grafia das palavras destacadas nas frases abaixo, assinale a alternativa que apresenta erro:
a)Aquele hereje sempre põe empecilho, porque é muito pretencioso.
b)A obsessão é prejudicial ao discernimento.
c)Eles quiseram fazer concessão para não ridicularizar o estrangeiro.

6.Assinale a alternativa em que todas as palavras estejam corretamente grafadas:
a)dissimulação - nescessidade - obscessão
b)ressurreição - endossar - concessionário
c)promissor - fassínio - remanescente

7.Há erro de grafia em:
a)Eucláudia trabalha na seção de roupas.
b)Hoje haverá uma sessão extraordinária na Câmara de Vereadores.
c)Voto 48ª sessão, da 191ª zona eleitoral.

8.Na palavra chuchu aparece o dígrafo ch representado foneticamente pelo fonema x.

Aponte a letra em que não foi cometido erro de ortografia:
a)xingar, bruxa, laxante.
b)caxumba, lachante, chícara.
c)broxe, brucha, xereta.

9.Escolha a alternativa correta de acordo com os cinco grupos de palavras:

1. mexer - xampu - jibóia - pedágio - chuchu.
2. salsicha - lagartixa - manjerona - refúgio - sargento.
3. chiripá - xucro - magestade - freje - gim.
4. enxada - laje - geito - passagem - cacimba.
5. frouxo - ultraje - jiló - penugem - isento.
1, 2 e 3 certas.
2, 3 e 4 certas.
1, 2 e 5 certas.

10.Aquilo foi tão _______ para Paulo, que ele foi bem _______ na sua reação: riu _______.
a)prazeroso - expontâneo - gostosamente.
b)prazeroso - espontâneo - gostosamente.
c)prazerozo - espontâneo - gostozamente.

Anote suas opções. Não precisa me contar! rs Depois do Natal, posto o gabarito aqui.



Beijos da prô... aposentaaaaaada!!!


Muito bem!!! O Natal já passou. Aqui está o gabarito do teste:

1. c
2. b
3. a
4. c
5. a
6. b
7. c
8. a
9. c
10. b

Quando eu ainda dava aulas, sempre brincava com os alunos:
"Como foi o teste de vocês? Eu acertei tudo! "
E eles em coro: "Ahhhhhhhhhhh!"

Conta pra mim: você acertou quantas, hein????
Beijocas da prô!




domingo, 18 de dezembro de 2011

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Expressão: dia a dia

Dia a dia agora se grafa sem o hífen, independentemente do sentido que a ela se atribui




A expressão “dia a dia”, oportuniza-nos relembrar um pouco mais acerca das particularidades inerentes ao Novo Acordo Ortográfico. Partindo dessa premissa, analisemos alguns detalhes relevantes:

Antes do referido advento, “dia-a-dia”, como podemos perceber, era grafado com hífen, ora representando um substantivo composto cujo sentido semântico se atém a “cotidiano”. Tal fato ocorria justamente para se diferenciar da locução adverbial, cuja acepção semântica se refere a “todos os dias”.

Contudo, cumpre dizer que, no que tange à ortografia, hoje ambos os vocábulos são grafados de forma idêntica, independentemente do sentido. Dessa forma, torna-se imprescindível nos atermos à regra que bem exemplifica a mudança em questão: as palavras compostas que possuem entre seus termos um elemento de ligação (representado por uma preposição, artigo ou pronome) já não mais requerem o emprego do hífen. Além da expressão dia a dia, outras também integram o mesmo pressuposto, como, por exemplo, carne de sol, fim de semana, pé de moleque, lua de mel, entre outras.

Como quase toda regra tem lá suas exceções, há que se ressaltar algumas delas, tais como: água-de-colônia, mais-que-perfeito, pé-de-meia; alguns nomes de espécies botânicas e zoológicas, tais como bem-te-vi, cana-de-açúcar, joão-de-barro; e alguns adjetivos pátrios derivados de topônimos compostos, como, por exemplo, mato-grossense-do-sul, entre outros.
Quando falamos acerca das novas mudanças é sempre louvável compreendermos que temos até o ano de 2012 para nos adequarmos a elas. Entretanto, quanto mais cedo o fizermos, mais nossa performance linguística se evidenciará de forma plausível.

Voltando ao caso em que “dia a dia” se refere a um substantivo, obviamente que se trata diretamente da morfologia. Quanto à sintaxe, tal expressão pode assumir outros posicionamentos, tais como:

Sujeito:

O dia a dia daqueles peregrinos é árduo.

Objeto direto:

Consideramos seu dia a dia muito atordoado.

Adjunto adnominal:

Esses são trajes específicos, destinados ao uso no dia a dia.

A outra expressão que, independentemente de quaisquer mudanças, sempre foi grafada sem o uso do hífen, diz respeito à locução adverbial, fazendo referência a todos os dias, diariamente. Em se tratando de aspectos sintáticos, dizemos que ela ocupa a função de um adjunto adverbial de tempo. Vejamos, pois, um exemplo que bem representa tal ocorrência linguística:

Casos de corrupção, em todas as esferas sociais, aumentam dia a dia. (diariamente)
Inferimos que o adjunto adverbial indica a circunstância expressa pelo verbo aumentar (aumentam).

Daqui.


quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Expressões Redundantes


Ocorre redundância quando, numa frase, repete-se uma ideia já contida num termo anteriormente expresso. Assim, as construções redundantes são aquelas que trazem informações desnecessárias, que nada acrescentam à compreensão das mensagens. No dia a dia, muitas pessoas utilizam tais expressões sem perceber que, na verdade, são inadequadas. Veja a seguir frases com expressões redundantes frequentemente utilizadas:

"Eu e minha irmã repartimos o chocolate em METADES IGUAIS."
Ao dividir algo pela metade, as duas partes só podem ser "iguais"!

"O casal ENCAROU DE FRENTE todas as acusações."
Seria possível que eles encarassem "de trás"?

"A modelo ESTREOU seu vestido NOVO."
Seria possível que ela estreasse um vestido "velho"?

"Adoro tomar CANJA DE GALINHA."
Se é canja que você toma, só pode ser "de galinha"!

"O estado EXPORTOU PARA FORA menos calçados este ano."
E como ele poderia fazer para exportar para "dentro"?

"Quando AMANHECEU O DIA, o sol brilhava forte."
Você já viu amanhecer a "noite"?

"Tiradentes teve sua CABEÇA DECAPITADA."
Alguém já viu um "pé" ser decapitado? Decapitação só existe da cabeça mesmo!

"A criança sofreu uma HEMORRAGIA DE SANGUE e foi parar no hospital."
Todas as hemorragias são "de sangue"!

"HÁ muito tempo ATRÁS fui a Portugal."
A forma verbal há já indica que o tempo é no passado.

"Ela é LOUCA DA CABEÇA!"
Você já viu algum louco do "pé"?

"O rapaz se INFILTROU DENTRO da festa sem ser convidado."
O verbo infiltrar já indica "para dentro".

"Pessoal, não vamos ADIAR PARA DEPOIS esta reunião!"
O verbo adiar já indica que é "para depois".

"Será que tenho OUTRA ALTERNATIVA?"
A palavra alternativa significa "outra opção". A forma correta seria: "Será que tenho alternativa?"

"Eu e meu marido CONVIVEMOS JUNTOS durante dois anos."
O verbo conviver já expressa a ideia de "viver com", "junto".

"A professora ACRESCENTOU MAIS UMA ideia ao projeto."
Será que ela poderia acrescentar "menos" uma ideia?

Fonte


domingo, 4 de dezembro de 2011

Com crase ou sem crase?




De segunda à ou a sexta-feira?

O certo é “de segunda a sexta-feira”.

Não ocorre a crase porque não há artigo definido. Nesta frase, nós nos referimos a qualquer segunda-feira (=usamos apenas a preposição “de”) e a qualquer sexta-feira (=só existe a preposição “a”).

Se nos referíssemos a uma determinada segunda-feira e a uma determinada sexta-feira, haveria artigo definido e, consequentemente, ocorreria a crase: “O curso vai da próxima segunda à sexta-feira”.

A dica é a seguinte: “de…a (sem crase)”; “da…à (crase)”.

Observe outros exemplos:

“A reunião vai das 2h às 4h.”

“A reunião vai durar de duas a quatro horas.”

“Leia da página 5 à 10.”

“Leia de cinco a dez páginas por dia.”

“São alunos da 5a à 8a série.”


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores:

a/em nível de (1) Abreviaturas (1) Acentuação gráfica (1) Acróstico (1) Adjetivo Rosa (1) Advérbios (1) Agente / a gente (1) Anexo/Em anexo (1) Anne Lieri (1) Ao invés de (1) Apresentação (1) Atividade cerebral (1) Aumentativo de magro (1) Autores brasileiros (1) Biblioteca básica (1) Bill Gates (1) Comunicação (1) Concordância Nominal (1) Concordâncias (5) Crase (1) Curiosidades (3) Datas especiais (3) Dia do Professor (2) Dicas de Redação (7) Dicas ortográficas (20) Dicas úteis (11) Dissertação (1) Ditados populares (1) Em vez de (1) Ensino (1) Erros de Ortografia (5) Escolas (1) Escrita (1) Expressões populares (1) Expressões redundantes (1) Figuras de linguagem (1) Filmes (1) Flexão (1) Gêneros de substantivos (1) Gramática (2) Há / A (1) Hífen (2) Humor (8) Ideias criativas (1) Idiomas no mundo (1) Internet (1) Jorge Amado (1) L. F. Veríssimo (1) Leitura (12) Lembrar e Esquecer (1) Libras (1) Literatura (2) Literatura Infantil (1) Literatura Mundial (2) Livros (7) Livros para baixar (2) Mais (1) Mal X Mau (1) Mas (1) Más (1) Meio/meia (1) Menos/Menas (1) Moral (1) Nenhum e nem um (1) Novo Acordo Ortográfico (1) Onde/Aonde (1) Ortografia (7) Os porquês (3) Particípios (2) Pensamentos (6) Perguntar / Questionar (1) Plurais de substantivos (3) Poema (2) Poesia (1) Pontuação (4) Proibido/Proibida (1) Pronúncias e grafias corretas (1) Prosa (1) Quadrinhos (1) Recebidos por e-mail (1) Reforma Ortográfica (1) Regência Verbal (2) Relax (1) Reticências (1) Slides (1) Smilebox (1) Soneto (1) SS/Ç (1) Sufixo MENTE (1) Sugestões e dicas (5) Técnicas de Redação (1) Testes de Ortografia (3) Testes profissionais (1) Textos criativos (3) Trás/traz (1) Uso da vírgula (1) Vendas de livros em 2011 (2) Verbo assistir (1) Verbo Chegar (1) Verbo Haver (1) Verbo Ser (1) Verbo ver (1) Verbos (5) Vídeo do blog (1) Vídeos (4) Vocabulário (3) Vocabulário gaúcho (1)

Ler é...

Ler é...
...viajar na imaginação!

Ler é viajar sem sair do lugar!

Ler é viajar sem sair do lugar!

Estudo não é castigo!

Estudo não é castigo!
É crescimento pessoal!