A prô pergunta:

Qual a sua maior dificuldade em Português?
Redigir textos
Ortografia
Interpretar textos
Não gostar de ler
Entender a gramática
Letra ilegível
Expressão oral
Não tenho dificuldade
Resultados

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Os livros mais vendidos em 2011

as Esganadas Jô Soares
Título: As Esganadas
Autor: Jô Soares 
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2011
Preço: R$ 26,70
Compre: Saraiva






um dia livro David Nicholls
Título: Um Dia
Autor: David Nicholls 
Editora: Intrinseca
Ano: 2011
Preço: R$ 22,30
Compre: Saraiva





guerra dos tronos As Cronicas de Gelo e Fogo Livro 1
Título: A Guerra dos Tronos 
Autor: George R. R. Martin 
Editora: Leya Brasil 
Ano: 2010
Preço: R$ 31,90
Compre: Saraiva





Cemitério de praga
Título: Cemitério de Praga 
Autor: Umberto Eco 
Editora: Record
Ano: 2011
Preço: R$ 35,90
Compre: Saraiva





a furia dos reis As Cronicas de Gelo e Fogo Livro 2
Título: A Fúria dos Reis 
Autor: George R. R. Martin
Editora: Leya Brasil 
Ano: 2011
Preço: R$ 31,90
Compre: Saraiva





Um homem de sorte
Título: Um Homem de Sorte
Autor: Nicholas Sparks 
Editora: Novo Conceito 
Ano: 2011
Preço: R$ 20,90
Compre: Saraiva





A tormenta de espadas As Cronicas de Gelo e Fogo Livro 3
Título: A Tormenta de Espadas
Autor: George R. R. Martin
Editora: Leya Brasil
Ano: 2011
Preço: R$ 36,80
Compre: Saraiva





Assassins Creed - Renascença
Título: Assassin's Creed – Renascença
Autor: Oliver Bowden 
Editora: Galera Record 
Ano: 2011
Preço: R$ 21,80
Compre: Saraiva





marina Carlos Ruiz Zafón
Título: Marina
Autor: Carlos Ruiz Zafón 
Editora: Objetiva
Ano: 2011
Preço: R$ 17,90
Compre: Saraiva





querido john livro Nicholas Sparks
10º
Título: Querido John
Autor: Nicholas Sparks 
Editora: Novo Conceito 
Ano: 2010
Preço: R$ 20,80
Compre: Saraiva






Daqui.


sábado, 21 de janeiro de 2012

Você cuida a pontuação ao escrever?



"Um homem rico estava muito mal, agonizando.

Pediu papel e caneta. Escreveu assim:

'Deixo meus bens a minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do padeiro nada dou aos pobres. '

Morreu antes de fazer a pontuação. A quem deixava a fortuna? Eram quatro concorrentes.

1) A irmã fez a seguinte pontuação:
'Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.'

2) O sobrinho chegou em seguida. Pontuou assim o escrito:
'Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.'

3) O padeiro pediu cópia do original. Puxou a brasa pra sardinha dele:
'Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres.'

4) Aí, chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabido, fez esta
interpretação:
'Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro? Nada! Dou aos pobres.'

Moral da história:
'A vida pode ser interpretada e vivida de diversas maneiras. Somos nós que fazemos sua pontuação.'
E isso faz toda a diferença."


terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Os livros têm vida

Os livros de uma biblioteca ganham vida à noite. Vale a pena conferir!!!






sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Acróstico


Vamos começar com um exemplo: Sonia Silvino

S incera
O rganizada
N atural
I mpulsiva
A miga

S olidária
I rritada
L egal
V erdadeira
I maginativa
N ervosa
O rdeira


Diante de tais criações percebemos o caráter dinâmico que rege a língua, haja vista que a partir de uma simples letra somos condicionados a criar inúmeros vocábulos, poemas e até frases.

Possibilidades estas proporcionadas pelo acróstico, caracterizado também como uma espécie de recriação textual, assim como o resumo, a resenha, o esquema e a paráfrase. O ato de recriar permite-nos expressar nossos conhecimentos linguísticos apoiados no “acervo” do qual dispõe nosso vocabulário.

Os exemplos anteriormente mencionados retrataram uma criação a partir das letras iniciais de cada palavra, mas é importante reconhecermos que tal procedimento pode também ocorrer com letras intermediárias e até com as finais.

Agora que já nos inteiramos de mais uma particularidade inerente à linguagem, é hora de partirmos para a prática e construirmos nosso próprio acróstico. Gostou da sugestão?

Então, é só dar asas à sua imaginação que o resultado, certamente, será fantástico!

Daqui.



SUGESTÃO:
Crie um acróstico com o nome do(a) seu(sua) amado(a).


sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

MAS ou MAIS ou MÁS?


1ª) MAS é conjunção adversativa (= porém, contudo, todavia, entretanto…): “O dia estava lindíssimo, MAS não pude ir à praia.”

2ª) MAIS é advérbio de intensidade ou pronome indefinido (= é o contrário de MENOS): “Ela falava MAIS que todos nós juntos”; “MAIS ação e menos discursos”.

3ª) MÁS é adjetivo (= plural de MÁ e o contrário de BOAS): “Cuidado com as MÁS línguas”.



segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores:

a/em nível de (1) Abreviaturas (1) Acentuação gráfica (1) Acróstico (1) Adjetivo Rosa (1) Advérbios (1) Agente / a gente (1) Anexo/Em anexo (1) Anne Lieri (1) Ao invés de (1) Apresentação (1) Atividade cerebral (1) Aumentativo de magro (1) Autores brasileiros (1) Biblioteca básica (1) Bill Gates (1) Comunicação (1) Concordância Nominal (1) Concordâncias (5) Crase (1) Curiosidades (3) Datas especiais (3) Dia do Professor (2) Dicas de Redação (7) Dicas ortográficas (20) Dicas úteis (11) Dissertação (1) Ditados populares (1) Em vez de (1) Ensino (1) Erros de Ortografia (5) Escolas (1) Escrita (1) Expressões populares (1) Expressões redundantes (1) Figuras de linguagem (1) Filmes (1) Flexão (1) Gêneros de substantivos (1) Gramática (2) Há / A (1) Hífen (2) Humor (8) Ideias criativas (1) Idiomas no mundo (1) Internet (1) Jorge Amado (1) L. F. Veríssimo (1) Leitura (12) Lembrar e Esquecer (1) Libras (1) Literatura (2) Literatura Infantil (1) Literatura Mundial (2) Livros (7) Livros para baixar (2) Mais (1) Mal X Mau (1) Mas (1) Más (1) Meio/meia (1) Menos/Menas (1) Moral (1) Nenhum e nem um (1) Novo Acordo Ortográfico (1) Onde/Aonde (1) Ortografia (7) Os porquês (3) Particípios (2) Pensamentos (6) Perguntar / Questionar (1) Plurais de substantivos (3) Poema (2) Poesia (1) Pontuação (4) Proibido/Proibida (1) Pronúncias e grafias corretas (1) Prosa (1) Quadrinhos (1) Recebidos por e-mail (1) Reforma Ortográfica (1) Regência Verbal (2) Relax (1) Reticências (1) Slides (1) Smilebox (1) Soneto (1) SS/Ç (1) Sufixo MENTE (1) Sugestões e dicas (5) Técnicas de Redação (1) Testes de Ortografia (3) Testes profissionais (1) Textos criativos (3) Trás/traz (1) Uso da vírgula (1) Vendas de livros em 2011 (2) Verbo assistir (1) Verbo Chegar (1) Verbo Haver (1) Verbo Ser (1) Verbo ver (1) Verbos (5) Vídeo do blog (1) Vídeos (4) Vocabulário (3) Vocabulário gaúcho (1)

Ler é...

Ler é...
...viajar na imaginação!

Ler é viajar sem sair do lugar!

Ler é viajar sem sair do lugar!

Estudo não é castigo!

Estudo não é castigo!
É crescimento pessoal!